Ir para o conteúdo

  • headernoticias
Edição de 14/12/2018

“Penadinho – Vida” chega às bancas e livrarias em maio

Na nova Graphic MSP, Penadinho pode perder o seu amor, pois a Alminha vai reencarnar

Publicado em 21 de April de 2015 às 10h40

interna_penadinho

 

Em maio, chega às bancas e livrarias de todo o País, Penadinho – Vida, sétimo título do selo Graphic MSP, em que quadrinhistas convidados reinterpretam os clássicos personagens de Mauricio de Sousa, em seus próprios estilos. Os responsáveis pela releitura, desta vez, são Paulo Crumbim e Cristina Eiko, que construíram uma trama que mescla aventura, humor, romance e suspense, com desenhos lindos.

 Na trama, Alminha vai reencarnar. E Penadinho nunca teve coragem de dizer que ela é o amor da sua… morte! Pra piorar, a fantasminha sumiu e precisa ser encontrada até o amanhecer, quando a Dona Cegonha a levará. Os autores reimaginam os personagens criados por Mauricio de Sousa de forma terna, apaixonante e divertida.

O texto de quarta capa da edição é assinado pelo roteirista e diretor Luiz Bolognesi, do ótimo Uma História de Amor e Fúria. Além disso, o álbum traz esboços, a biografia de Crumbim e Eiko e uma matéria com a primeira aparição dos personagens nas tiras de jornais e revistas.

Penadinho – Vida (formato 19 x 27,5 cm, 80 páginas) é uma publicação da Panini Comics e será vendida em bancas e livrarias de todo o Brasil, em duas versões: capa dura (R$ 31,90) e capa cartonada (R$ 21,90).

 Graphic MSP é uma linha de publicações que derivou do projeto MSP 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Artistas, que começou em 2009, para comemorar o cinquentenário de carreira do criador da Turma da Mônica. O sucesso de público e crítica foi tamanho, que vieram mais dois livros: MSP + 50 – Mauricio de Sousa por Mais 50 Artistas (2010) e MSP Novos 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Novos Artistas (2011).

Como ficou claro que os personagens de Mauricio de Sousa permitiam voos ainda mais ousados, surgiu o projeto Graphic MSP.

A primeira Graphic MSP foi Astronauta – Magnetar, de Danilo Beyruth, lançada em outubro de 2012. Na história, o personagem criado por Mauricio de Sousa ganha uma releitura ousada, em que fica “náufrago” no espaço e luta não apenas pela sua sanidade mental, mas principalmente pela vida.

A segunda, que saiu em junho de 2013, foi Turma da Mônica – Laços, de Vitor e Lu Cafaggi. Na trama, o Floquinho, cachorro do Cebolinha, desaparece, deixando o garoto deprimido. É quando Cascão, Mônica e Magali decidem encontrar o cão. Juntos, eles vivem uma aventura em que superarão diversos perigos graças à amizade que os une.

Depois, vieram Chico Bento – Pavor Espaciar, do Gustavo Duarte, um álbum de humor, com direito ao menino caipira ser abduzido por alienígenas; Piteco – Ingá, do Shiko, uma aventura com direito a raptos, perseguições, mulheres em perigo, lutas, resgate e amor. Bidu – Caminhos, uma releitura do primeiro encontro do Franjinha com seu cão azul; e Astronauta – Singularidade, continuação de Magnetar, em que o herói espacial vai investigar um buraco negro e se envolve num grande ardil espacial.

Todas foram sucesso de público e crítica e, em 2013, Astronauta – Magnetar foi publicado, pela Panini, em quatro países da Europa: Itália, França, Espanha e Alemanha.


Comentários

Comentários